Home > Section Overview > Sintomas Positivos
 
 

Delírios: / Delírios são falsas crenças sobre as quais uma pessoa está firmemente convencida apesar da ausência de evidências concretas. Tais crenças errôneas devem ser diferenciadas de crenças específicas de uma determinada cultura, que são defendias por um grupo ou por uma sociedade. Pessoas com delírios podem acreditar que estão sendo perseguidas, que têm dotes ou poderes especiais, ou que seus pensamentos ou ações estão sendo controlados por uma força externa. Os delírios podem ser fantásticos ou bizarros (ex., ser capaz de controlar o tempo ou se comunicar com extraterrestres). Pessoas com essas falsas crenças podem ter muito medo de serem feridas ou de poderem agir de formas incomuns devido às suas crenças.

Alucinações / Alucinações são percepções sensoriais imaginárias. O tipo mais comum de alucinação que ocorre na esquizofrenia é a auditiva, na qual a pessoa ouve vozes imaginárias. Às vezes pessoas com esquizofrenia conversam com essas vozes. As vozes podem dar ordens ou comentar sobre o caráter ou as atitudes da pessoa com esquizofrenia. Tipos menos comuns de alucinações consistem em ver, sentir, provar ou sentir o cheiro de coisas muito reais para a pessoa, mas que na verdade não estão ali. A pessoa pode ver cores e formas comuns, de uma maneira distorcida, e acreditar que possuam uma grande significância pessoal.

Transtorno do Pensamento: / Pessoas com transtorno do pensamento têm um raciocínio confuso que é evidente no que dizem e como dizem. O discurso da pessoa pode ser difícil de ser seguido por mudar de um assunto para outro com pouca ou nenhuma conexão lógica. Podem ocorrer Interrupções na seqüência de pensamentos (bloqueios de pensamento). A sintaxe pode ser bizarra e só parece fazer sentido para o locutor. Em alguns casos, a pessoa acredita que seus pensamentos estão sendo espalhados ou roubados, ou que estão sendo controlados ou influenciados por um agente externo (ex., um extraterrestre, um demônio). Esses fenômenos são referidos como eco, irradiação, inserção ou remoção de pensamento. Em casos graves, o discurso pode ser tão desorganizado e incoerente que é impossível compreendê-lo.

Comportamento Bizarro: / Algumas pessoas com esquizofrenia comportam-se de forma estranha ou transgridem a moralidade social (ex., despem-se em público). Podem fazer gestos estranhos, expressões faciais impróprias ou caretas, e assumir posturas estranhas sem qualquer objetivo aparente.
    Os sintomas positivos são relativamente fáceis de serem reconhecidos por diferirem muito do normal. Contudo, a presença de sintomas positivos, como alucinações e delírios, não significa necessariamente que a pessoa tenha esquizofrenia. Esses mesmos sintomas podem ocorrer em pessoas que abusam de drogas ou álcool ou com depressão, mania e lesão cerebral graves, ou outras doenças.
     Como a presença de sintomas positivos notáveis dificulta a convivência social da pessoa, geralmente levam à admissão em um hospital psiquiátrico.
     Felizmente, a medicação antipsicótica pode eliminar ou reduzir a intensidade dos sintomas positivos, reduzindo a chance de recorrência, embora a pessoa ainda possa ser afetada por sintomas negativos. Pode haver uma recaída se a pessoa sofrer um evento estressante, se tiver um relacionamento estressante a longo-prazo ou se as medicações forem suspensas ou as doses reduzidas. Também pode haver recorrência, sem qualquer motivo aparente, quando a pessoa está tomando uma dose da medicação que anteriormente era adequada.
     Pessoas com esquizofrenia podem falar e se comportar de formas estranhas ou bizarras que fazem com que os outros as temam e evitem, perpetuando o estigma associado ao transtorno.
     A dificuldade das pessoas com esquizofrenia em se comunicar verbalmente, pode contribuir para o estigma associado ao transtorno.
     Os sintomas positivos estão associados com o tipo de estigma ligado à loucura. Delírios, alucinações, comportamento desorganizado e uma percepção alterada da realidade, são características de pessoas consideradas "loucas" pelos leigos. O comportamento estranho das pessoas com esquizofrenia faz com que os outros temam perder o controle de seu próprio comportamento.


_______________________
Return to the top of the article